Related Posts with Thumbnails O blog do Rodrigo: A vingança dos 10%

sábado, 18 de julho de 2015

A vingança dos 10%

Quantas vezes fomos sair para comer ou beber e ao pagar a comanda no caixa nos deparamos com a notinha com aquele item após o total da conta: "Serviço". Ela é instável, pode ser percebida e aceita ou não, depende dela mesma, ou no caso, o serviço propriamente dito.

Não quero abrir debate sobre o real destino desses serviços cobrados, ou se deveríamos ou não pagá-los (aprendi em casa a fazer algo bem feito, independente de compensação, e educação e cordialidade é básico!), é um hábito que iniciou com os americanos, e comerciantes brasileiros e expertos, aderiram sem pedir licença.

Confesso que já fiz um ou outro bico de garçom, mas não vi os tais 10%. Mas como era uma única noite, talvez fizesse parte só para quem trabalhava fixo. Sei lá!?

Mas quem não pagou sem questionar, mesmo que o atendimento não merecia tal compensação? Já paguei. Várias vezes. Mesmo sem ser perguntado. Confesso também que não foram poucas as vezes que fui mal atendido, e pedi para tirar sim! Mas ela sempre volta.

Um dia eu me vingo de ti!

E esse dia veio. Sem intenção na verdade.

Saí com amigos e no "Pós party" (ou melhor, "pós eat"), entramos numa "Taverna". Cada um bebeu algo, após uma demora no atendimento, e na hora do pagamento, a nota cobrando R$20,00 mais o tal serviço. Humpf. Pedi para tirar a cobrança, e ele insistiu em cobrar, argumentando "isso e aquilo". Falei para ele que não fui bem atendido. Ele enfim retirou e paguei com uma nota de R$100,00. O caixa moveu seus olhos para a nota e depois voltou para o caixa e disse:

- Não tem menos?

Respondi, já vendo o enredo.

- Não.

Ele voltou a vasculhar seu caixa. Então eu sugeri outra forma de pagamento, e esta era a minha deixa...

- Te pago R$18,00 no débito!

Ele me olhou, vencido, e aceitou.

Foi mixaria, mas me vinguei do sistema. Ao menos até a próxima vez.


Nenhum comentário:

Postar um comentário